quarta-feira, 3 de março de 2010

Não deixes desaparecer!

Lembras-te quando passávamos horas a fio sem fazer nada?
E lembras-te quando comíamos às 2h da manhã dentro do carro?
E lembras-te quando nos ríamos até doer a barriga?
E quando dávamos a volta ao Guincho, de noite, só para controlar?
Lembras-te quando gozávamos?
Lembras-te quantos carros passavam por noite?
Lembras-te quando íamos fazer xixi ao wc das bombas?
E quando íamos só comprar um chocolate?
E quando chovia imenso e ficávamos dentro do carro só a apreciar o momento?
Lembras-te quando te liguei a chorar?
Lembras-te da desconfiança e do telefonema anónimo?
Lembras-te do apoio para ires ter com aquela pessoa?
E quando aconteceu o primeiro beijo?
E a primeira saída a 4?
Lembras-te quando jogámos ao STOP?
Lembras-te do nosso escaldão?
Lembras-te dos nossos passeios?
E quando fomos ao Cabo da Roca, lembras-te?
Lembras-te, que mesmo de trombas, fomos jantar à Telepizza?
E quando fingimos ir para casa e fomos para a Cresmina?
Lembras-te de chorar?
Lembras-te da pizza que estava mal feita?
Lembras-te dos passeios no Shopping?
Lembras-te dos milhares de jantares?
E das batatas da pittaShoarma?
E do cinema, "Terapia para casais" lembras-te?
Lembras-te das voltas por Cascais?
Lembras-te dos planos?
Lembras-te das insistência para ir ter com ele?
Lembras-te do apoio que deste?
Lembras-te das vezes que me deste na cabeça?
E dos jogos de Snooker?
E das idas à sociedade, lembras-te?
Lembras-te das vezes que magoas-te?
E das vezes que fomos ao Benfiquista?
Lembras-te das horas de seca que apanhas-te?
Lembras-te de cantar aos berros?
E quando fomos jantar Mc a um Shopping longe, só para ser diferente, lembras-te?
E das discussões?
E dos abraços?
Jantares de anos?
E lembras-te daqueles beijinhos fortes que faziam correr aquela lágrima?
Lembras-te daquela lágrima que limpas-te?
Lembras-te?
Lembras-te de todos os momentos como se tivessem sido ontem?
Lembras-te do quanto era bom?
Lembras-te disto tudo e muito mais?


Isto tudo só para dizer que eu não tenho problema nenhum em dar o braço a torcer!
Não tenho problema nenhum em andar atrás.
Não tenho problema nenhum em admitir que tenho saudades.
Nem, muito menos, tenho algum problema em dizer que tenho uma nódoa negra no coração... E o hematoma não vai passar tão depressa!
Quem sabe se não temos de esperar 476 dias para que o dói-dói passe! Quem sabe se algum dia vai passar!

2 comentários:

ZapporssoN_81 disse...

ganhaste um leitor;)

Luisa Corte Real disse...

Não pares de escrever nunca, tens um grande dom!


Beijocas