sexta-feira, 31 de julho de 2009

Por fim...

Numa noite consegui conciliar tudo e estar com as pessoas mais importantes da minha vida!!

Vocês as duas, que me acompanham não de sempre, mas para sempre!
Vocês os dois, que me aconpanham desde sempre!
E tu, que me dás comida no fim da noite...

Podia correr melhor? Acho que só mesmo quando a noite acabar e tudo isto estiver confirmado pode me sentir uma gaja realizada, se bem que por uma noite!!! =)

Pensamento do dia - 12

''Nada é igual se tu não estás. Nada é igual se não me dás tudo o que eu preciso para ser feliz...E eu não sou se não estás a meu lado"
CA-TA-DIS-SI-MOS

nr 44, nr 45 e nr 46










Fotos de 4ª feira, 5ª feira e Hoje

quarta-feira, 29 de julho de 2009

dança aí..

Quero dançar.
Mexer a bunda.
Deixar levar, com essa música.
Dexendo até ao chão,
Sacudindo o popozão,
Os muleques olham...
E elas choram!

ah ah
É isso aí!
ah ah
Fazendo assim!

Dança aí garota!

Para ti, idiota!

Porque vi no teu hi5 que o teu estado era:
"ALGUÉM CONSEGUE SER FELIZ AQUI?"

E agora tenho-te a dizer que TODA A GENTE consegue ser feliz aqui.
Basta querer! Essa tua vidinha fútil é que não te deixa ser feliz, essa tua vidinha da treta que pensas ser a melhor não passa de uma grande merda, não passa de um chamamento de atençao!
Porque não cresceste,.... Não vales nada! E só magoas quem te ama! Quem te quer bem, e quem te fazia feliz!
Ela não merece!
Mas deixa não se perde grande coisa!
És um idiota, mesmo!
E há muito que ando para escrever alguma coisa para que te sintas importante R., há muito tempo que ando pra ir ter contigo e mandar-te dois estalos pra ver se abres a pestana! Eu sei que me lês, por isso e que hoje escrevo isto! ...
Apetece-me sei lá fazer-te o quê!

Acorda pra vida!


Se calhar, viva à Raquel Machado!

Ridiculo....

Eu queria...

Que tudo fosse diferente!

Queria mesmo já estar de férias.
Praia o dia todo. Muito sol, muito mar, muita areia, muito bikini e bonito bronze!

Eu queria, queria mesmo!

terça-feira, 28 de julho de 2009

nr 44

P e C

Confesso que não gostei nada de ver aquela pasta no teu pc. Confesso que me fez alguma confusão. Confesso que até me pode ter magoado ver aquelas fotografias. Confesso que foi horrivel. Confesso que não vou voltar a abrir aquilo. Confesso que a minha vontade era mesmo ter-te deixado apagar aquilo. Mas afinal... Não passam de recordações.

Diário

Esta coisa de ter um blog tem muito que se lhe diga. Metade das coisas que escrevo, obviamente, não interessam a ninguém... Mas sabe-me bem escrevê-las! O telemóvel pode avariar de um dia para o outro, eu fico furiosa porque perdi tudo, o blog tem a vantagem de poder ser lido a qualquer momento. Posso recordar certas coisas de uma maneira mais intensa, porque escrevi aqui uma frase, coloquei uma imagem, ou até porque escrevi uma palavra... que para vocês, leitores, não diz nada mas para mim diz TUDO!

Há um tempo que as coisas se começam a compor. Já consigo sorrir com vontade, já mando gargalhadas como não mandava há 2/3 meses atras, devido às circunstâncias. E mais uma vez digo convictamente que continuo a crescer! Com os meus erros, com os meus apertões, com as batidas no fundo. E isso é mau? Claro que não! Sei que daqui a um tempo vou estar bem. Sei que não vou voltar a cometer os mesmo erros e que vou lutar sempre de braços erguidos! Sem nunca baixar a cabeça. Seguir em frente é o segredo...

Estou feliz! Estou contigo, estou bem!


nr 43


Foto de ontem! =)

segunda-feira, 27 de julho de 2009

nr 42



Fotografia do dia de ontem
26-Julho-09


"deixa eu dizer que te amo/ Deixa eu gosta de você, /isso me acalma, me acolhe a alma, isso me ajuda a viver!"


25. Julho

Fui tiaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!

Nasceu a minha Madalena, às 23h55. Estou orgulhosa, babada! ainda não a vi, mas espero vêr-vos em breve!! =)


beijoca cheia de felicidades Carla, Miguel e mana Constança!*

sábado, 25 de julho de 2009

Bibá Pitta in O Cromossoma do amor

"Gosto do presente, muito mais do que gosto do futuro ou do passado. Isso faz com que não lamente o que passou e permite-me gozar cada momento, sem ter de me pré-ocupar com nada!"

Música

De madrugada saio para rua
A cidade está à minha frente
E de repente a cidade é minha e tua
A cidade é de toda a gente

Entre um gin e um beijo
Vamos nós de bar em bar
Sinto tudo o que vejo
Há um brilho no ar

Quando cai a noite na cidade
Há sempre um sonho e há magia
À noite na cidade,
Há sempre um sonho, até ser dia

As cores da noite
Dão um brilho à cidade
Fazem luz até se fazer dia

Entre a lua e o sol
Vamos nós de rua em rua
Amanhã de manhã
Já será outro dia

Quando cai a noite na cidade
Há sempre um sonho e há magia
À noite na cidade,
Há sempre um sonho, até ser dia


Pensamento do dia - 11

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram mas sim na intensidade com que acontecem!"

Geladinhos do Santinni

Quem é que já os comeu?

E agora a pergunta mais interessante...


Quem nunca guardou as colheres??

acabei de tirar 7 da minha mala...

Na realidade...

Sempre acharam que era possível! Era uma história que tinha de ter um final feliz, já começou há muito tempo e não podia acabar sem antes ter "começado" no verdaadeiro sentido da palavra!
Duas pessoas que se gostam, mas não se amam também conseguem e deve ter uma boa relação!
Amigos é mesmo isso... Como nós!
Rir com as barbaridades, com os gozos, com as palhaçadas.
Chorar com os maus momentos, e neste momento estou tão maguada com certas coisas e tens sido o meu apoio. Pensam que somos namorados e, na realidade, isso pouco me importa. Eu sei o que se passa, tu sabes o que se passa e nada mais importa! Somos felizes assim, sem compromissos, sem zangas, sem obrigações! Sou feliz ao teu lado, a rir e a chorar contigo, a sair contigo e andar a fugir de certas pessoas. Sou feliz ao teu lado e não tenho nem medo nem vergonha de o admitir! Apenas somos diferentes e se estamos bem assim, para quê assumir?! Para quê complicar!? Para quê tentar oficializar uma coisa que ambos sabemos que não vai dar certo, uma coisa onde não existe "amor", uma coisa que é tão passageira... Aconteceu tudo muito rápido, estamos muito próximos. Muitas outras pessoas se afastaram, e outras foram aparecendo! Já me dou com os teus amigos, e tu com as minhas amigas! Gosto disto. Jantarecos e cafésinhos, para sempre meu bem!
Não quero que acabe nunca mais. Quero continuar a partilhar contigo os momentinhos especiais, quero continuar a lutar pelo impossível que se está a realizar, ao fim de tantos anos... Tanto tempo passou! Mas pelos vistos toda a gente via que era possível menos nós! Vamos com calma. Vamos ser muito felizes ainda, juntos ou não! Mas de preferência juntos, preciso tanto de ti!!! Tens sido tão querido, tão amigo...
Quero-te agradecer do fundo do coração mesmo por me estares a apoiar. tem sido tão importante!!! E pela primeira vez chorei agarrada a alguém, chorei a falar do meu pai, ouviste-me abraçaste-me, deste-me um beijinho especial e disses-te umas palavras que nunca mais me saíram da cabeça: "Ele está por aí, anda a ver-te! Não vai deixar que ninguém te faça mal... e eu vou ajudá-lo. Para sempre! Prometo xuxu!" Chorei ainda mais, é tão verdade mas ao mesmo tempo mete-me tanto medo não tê-lo por perto...



Gosto muito de tiiii, Obrigado!

nr 41

Barragem de Vale Pradinhos

sexta-feira, 24 de julho de 2009

"olha...

os meus pais vão para o Algarve este fim de semana...=)"

nr 40

Um dia destes vou-te ver, tenho saudades meu Gu*

wegue, wegue




Vale o que vale.
Tem a história que tem.
Com as pessoas que são.
Mais não digo.
Guardo para mim os melhores momentos!

Achei um tanto ou quanto adequado! =)

"Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risadas do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo ou até tenho e não gosto de saber...


Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.


Sou inconstante e talvez imprevisível.


Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e irrito-me de forma inexplicável quando não acreditam nas minhas palavras.


Nem sempre ponho em prática aquilo que eu julgo estar certo.


São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

São poucos aqueles que me conhecem..."



(vindo de alguém, tirado de um blog "amigo" supostamente!!)

quinta-feira, 23 de julho de 2009

é disto...

que eu sinto mais saudades!!! =)

Falar contigo ao telefone, ouvires as minhas tretas. Sentires o mesmo que eu, se bem que com outras pessoas... Mas repara que o significado é quase o mesmo, só mudam as personagens! andamos sempre em sintonia por mais longe que estejamos! =)
Sorri comigo, Chora comigo! Farei o mesmo contigo e por ti!!

Estou feliz por mim, estou muito mais feliz por ti!!

Eu sei que te estás a tentar afastar para não saires magoada, eu percebo, e eu devia ter feito o mesmo... já estou tão dependente dele! ;) LOL Mas é tudo tão bom, que eu acho que tu também devias aproveitar tudo, tudo, tudo!!! Vive enquanto podes, daqui a um tempo queres e não tens!

Amo-te pipss

lindo!

nr 39

23.07.2005

"passo por ti... Tu nem me vez, só mais um dia. amanhã talvez!"

Tenho saudades, não vou dizer que não porque estaria a mentir, estaria a ser hipócrita! Construi contigo tudo aquilo que sempre quis, tudo aquilo com que sonhei! Planeámos demasiado o futuro, o meu futuro, o teu futuro, o nosso futuro. Acho que lá no fundo sempre soubemos que não era possível ser "para sempre" mas continuávamos a acreditar que sim. E ainda hoje não sabemos se não será, quem sabe não nos encontramos daqui a uns anitos, como sempre quisemos que tivesse acontecido... Seria bem mais interessante do que um namoro de adolescentes. Seria bem mais interessante, pois não havia nada para descobrir, era o que era... Pão, pão, queijo, queijo! Seriamos felizes a triplicar, aposto!
Mas alguém quis que corresse mal, alguém quis que não durasse "para sempre", alguém... Talvez eu ou tu, ou mesmo com toda a certesa: NÓS!
O erro não foi meu nem teu foi dos dois! Porque connosco poucas vezes existiu um "eu" ou um "tu". Nós erámos um só! Tu sabes que não estou a inventar!!!
Quando as coisas acabam nós percebemos onde errámos, onde cometemos loucuras, onde crescemos e como é que tudo se desenrolou...
Olho para trás e a minha história contigo não foi a história da Gata Borralheira. Não houve bruxa má. Não houve cavalos brancos nem principe. Houve amor, e muito. Por mais que penses que eu não acredito que me amas-te estás enganado! Eu sei que sim. E eu também senti isso por ti! Se é que sabemos o que isso é, mas acredito que sim!
Acabou tudo aquilo com que sonhámos durante imenso tempo! Acabou e, hoje, estamos felizes assim, não acrescentava uma virgula, só lhe tirava o ponto final! Foi demasiado bom para ser esquecido. Foi demasiado perfeito. Foi tudo aquilo que eu sempre quis, tudo aconteceu nos timings certos. Eu sinto que sim. Eu sei que te prometi que não metia mais nenhum post que tivesse a ver contigo, sei que só te estou a dar importância, mas para quê esconder que ainda me apetece abraçar-te nos momentos mais dificeis? Para quê esconder que tenho saudades tuas, saudades do teu sorriso, saudades dos teus disparates, saudades de ir jantar contigo, saudades de refilar contigo, saudades de passar vergonhas ao teu lado, no meio da rua. Eu tenho saudades disso tudo. Mas acabou e, mais uma vez, teremos de aprender a viver com isso! Ainda doi muito. Ainda mexe muito comigo, estaria a mentir se não admitisse isso! É a mais pura das verdades!
Para mim estes ultimos quatro anos foram tanto os melhores como os piores, mas sempre te tive ao meu lado e agora!? Estou sozinha, desamparada, ninguém... apesar de tudo, me conhece tão bem como tu! Sinto a tua falta quando estou triste e pensativa, sinto a tua falta quando se aproximam estas datas especiais, tanto positivas como negativas! Sinto a tua falta. Falta-me aquele beijinho, aquele abraço. Na vida ninguém substitui ninguém... e tu jamais serás substituido!! Chorei por ti e contigo. Ri contigo e por ti. Fico feliz com as tuas conquistas e fico triste quando sais derrotado! Acho que sempre estive nos melhores e piores momentos e se alguma vez falhei desculpa. Não foi con intenção! Se alguma vez te magoei, que eu sei que sim, peço aqui publicamente: DESCULPA! Só queria que visses a vida de outra forma. Queria que crescesses sem que batesses muitas vezes no fundo. Sempre te quis ajudar e mais uma vez desculpa, se não o fiz da melhor forma, mas nas alturas sempre achei que era assim que tinha de ser...
Lutei por ti muitas vezes, chorei muitas noites com medo de te perder.
Perguntam-me hoje se eu acho que foi tempo perdido... Queres saber a minha resposta!?
- Não! Não foi! Repetia tudo, da mesma forma, com a mesma pessoa! Sem modificar nada, eu fui e sou super feliz!!! Devo-o muito a ti!
Quando às vezes digo certas barbaridades, certas frases que te magoam, eu tento que não saiam dessa forma mas é que eu ainda não sei bem lidar com a situação. É certo que não sei!!!
Também me custa ver-te com outra pessoa... É verdade! Mas como eu estou bem assim, também quero que sejas muito feliz, não quero que ninguém te magoe. Não quero que te façam sofrer.
Não me passou ao lado este dia, o nosso dia. Foi a 23 de Julho de 2005 que a nossa história começou, sei que teve um ponto final há pouco tempo, mas eu quero acreditar que tenha "pausado" numas reticencias.... quero acreditar que isto não acabou assim, desta forma, há muito por dizer, e muito para fazer!!!
És importante na minha vida, e eu estou aqui para o que der e vier. Sabes bem!

Um beijinho enorme.
Gosto muito de ti, Manel!



Diana Machado

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Ando cansada

cansada de tudo. Cansada de todos! Cansada dos problemas. Cansada de preocupações. Cansada de ti e de ti. Cansada de palhaçadas. Cansada do trabalho. Cansada de estar sozinha, sem nada para fazer. Cansada de tudo. Vou tomar um banho e meter o meu blog em stand by por uns meses, umas semanas, uns dias, talvez umas horas ou mesmo uns minutos...

Preciso de desabafar!
Preciso da minha música aos gritos e da minha àgua quente a escorrer pela cara e a levar com ela algumas lágrimas.

Hoje estou assim, triste! Magoada! Revoltada, acima de tudo!



Pensamento do dia - 10

"Já estamos quase de férias e depois temos muito tempo para nós!=)"

Miguel Malheiro

MUITOS PARABÉNS!!!!


o meu telemóvel avariou, não tenho o teu número! Desculpa, mais uma vez não te ligar!!!

Espero que tenhas um dia super feliz, junto de quem mais amas e de quem mais te ama!!!


BEIJINHOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS************************

...

XUXU

nr 38


My friend!!!

nr 37


Tinha estes!!! ;) iguais aos do meu sobrinho, agora comprei outros iguais aos do meu sobrinho também!!! onde estes têm azul os novos tem preto. onde estes têm amarelo os novos têm verde alface!! (não encontrei foto na net.)


terça-feira, 21 de julho de 2009

Telemovel

Querido e fiel (costuma) amigo!
Estou triste, abandonaste-me quando não devias, logo a mim... que nunca te virei as costas! Fiquei sentida, fiquei mesmo!!!! Estou muito triste!

Alguém tem um 91 que me dispense??


O meu querido telémovel está com o ecrã partido, ora bem... está todo preto com umas risquinhas verdes, cor de rosa, vermelhas, azuis, amarelas... estão a ver a coisa!?!?

Nem queria acreditar... :'(


PRECISO TANTO DE TIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Trigs devolve o meu 6680... vá, vá.. e regressa lá ao teu podre com um autocolante da kitty na bateria, vá...!!! ;)

domingo, 19 de julho de 2009

nr 36


De hoje!

Guincho

no seu melhor!!!

Optima companhia!! Hum.. Adorei dividir a minha toalha contigo!!!

"Sacode a toalha!"

AHAH

Sair da praia às 20h... mas que saudades!!! Estava-se tão bem que nem imaginam... banho e tudo! fantástico!! =)


Optima companhia! ;)

P&D&P


Fantastic 3

nr 35


You're my best friend, and i love you soooooo much!
(foto de Sábado - 18.07.09)

sábado, 18 de julho de 2009

É triste, mas é assim...

De melhor passas-te para a pior coisa que me aconteceu na vida!
Já tive medo de te perder, neste momento tenho medo de te encontrar!
Não foi por falta de aviso, eu, apenas, é que confiei de mais em ti. Supus que tivesses bom senso, que fosses uma pessoa com algum nível e boa educaçao, mas afinal... enganei-me! Não esperava que isto algum dia acontecesse e a unica conclusão que tiro é que não devemos fazer planos com ninguém, mas sim viver o dia a dia, da melhor forma! Porque o que queremos hoje, não é o que desejamos amanhã e muito menos será o que queremos para o resto da vida, como tanto planeámos! Foram 4 anos fantásticos, sem dúvida! Mas o que é certo é que acabou, bem. Mas piorou tudo porque te achas no direito de poder ter alguém, e eu não! Porque te achas no direito de controlar os meus sentimentos. Achas que estás no direito de me pisar de dia para dia. Não tens o direito de me maguar, de me confundir, e quase me deixar com pena de ti. Mas o problema é que eu tenho sempre tanta pena, estou sempre do lado dos mais fracos, que se viesses falar comigo eu voltaria a confiar, voltaria a querer ser tua amiga, voltaria a ligar-te e mandar sms de vez em quando a saber se estavas bem! Mas quises-te ou preferiste acabar com isso tudo também e ainda tens a lata de me dizer que sempre tentaste e eu não quis!
És tão previsível.


(este post era para ser colocado dia 23, mas fica já hoje!)

sexta-feira, 17 de julho de 2009

nr 34


Biarritz.

Bolas!!

Será que quando uma coisa corre bem, aparecem sempre mil e uma a correr mal!?

Aconteceu-nos o que aconteceu no Domingo passado, logo para começar bem a semana, um susto de morte que não posso nem vou... aliás não quero sequer enumerar aqui! Depois a semana lá foi andando, uns dias melhores que outros, a dormir pouquinhas horas, com exames, com muito trabalho, mal nos conseguimos ver durante o dia, como sempre, mas as noite foram aproveitadas ao máximo. E depois, lá estávamos outra vez a deitar tarde e levantar cedo!
Hoje, adormeci... Não me envias-te sms de bom dia! Estranhei! Enviei eu, a dar-te na cabeça por não me teres acordado e assim já estava atrasada! A tua resposta foi imediata: "pois foi xuxu... Acabei de ser multado! =( 180€"

E NÃO, não foi excesso de velocidade!
NÃO, não foi alcool.
Foi por não levar cinto - claro está que se eu tivesse contigo isto não tinha acontecido - e foi por ir na faixa da esquerda! (!?) e não foi mais porque à tua maneira lá deste a volta ao sr agente e ele esqueceu o pisca... Só a ti, só a nos! Estou aqui xuxu! Se precisares diz.


quinta-feira, 16 de julho de 2009

nr 33


Salvador, o meu homenzinho pequeno!
- Pois é!

Pensamento do dia - 9

'Posso nao ser tudo o que tu desejas... Mas sou mais do que mereces!'

Back

Esta noite foi um bocado estranha!

Houve alguém que entrou n o meu gmail, apagou o meu blog (só este, o "escolinha da di" ficou para contar a história!!! - por isso é que eu sei estas coisas todas que vou contar! xiuuuuu não vá alguém que não deva ouvir!!! e para a proxima apaga todas as provas!). Não contente com ter apagado o meu diário virtual também me mudou as password's tanto do gmail, como do msn, como do hotmail... Uau! Este "Sr invasor de privacidade" é muito inteligente!!!!! Quem diria não é?
Pois bem! Eu quase que juro a pés juntos que sei quem foi e já falei com a pessoa em questão que também jura a pés juntos que não foi! Há coisas fantásticas não há?! tanta cumplicidade... até nisto estamos de acordo: AMBOS JURAMOS A PÉS JUNTOS!
O que interessa mesmo realçar nesta história toda é que eu tenho a melhor amiga do mundo que se deu ao trabalho de pesquisar e pesquisar e.... Ufff... Lá conseguiu descobrir a resposta à pergunta secreta - que também tinham mudado - e aqui tenho de novo... o meu cantinho! São e salvo!!! E não imaginam o quanto estou feliz!


Obrigado mana, pela preocupação!
Obrigado Pedro, pela compreensão!
Obrigado Pipa, pela inteligência!


AHAH


ESTOU DE VOLTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

"In some other world, in some other time,
could you have love me?"



Ah ah ah!

Há gente tão rídicula!!! depois de me enviares as sms que envias-te, que nem vale a pena citar aqui, mostras que estás a ficar apaixonado por uma pessoa! (!?!?)

Ainda bem que ue não estava sozinha, ainda bem que tenho testemunhas que aquelas sms aconteceram mesmo, se não... nem eu mesma acreditava e achava que tinha "inventado"! Mas... Enfim, não me vou preocupar muito! Mais vale só que mal acompanhada!!!


Trigss: Obrigado meu amor!

Pensamento do dia - 8

"Eu não sou do tipo de miúda que desiste facilmente!"

nr 32

terça-feira, 14 de julho de 2009

nr 31



Por mim... Amigos para sempre!
XUXU

Eu?!?

Sou-te indiferente!!!!! Por isso deixa-me em paz. Fica com as tuas coisas! Deixa-me viver a minha vida!!!!!


TU NÃO QUERES!?!?!? HÁ QUEM QUEIRA!!!!! CROMO REPETIDO NÃO ENTRA NA MINHA COLEÇÃO!!!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

EU JÁ...

Há tempos fiz um desafio que consistia em dizer o que é que "EU JÁ" tinha feito.... Vou fazer de novo. pode ser que saiam coisas novas!!! =)

EU JÁ...

... Dormi agarradinha a ti dentro do carro
... adormeci a beber leite com chocolate, de tão cansada que estava
... comi Mc donald's às tantas da manhã
... jantei fora contigo num restaurante onde os senhores conhecem os teus pais, e os olhares e sorrisinhos dos empregados foram muito explicitos.
... me meti em confusões que achei que não ía sair dali viva
... cantei aos gritos dentro do carro
... cheguei a um café, pedi uma àgua e vim embora sem pagar
... roubei caldos knorr para fazer arroz(!?)
... entrei em casa à hora a que a minha mãe se estava a levantar para sair para o trabalho
... chorei contigo
... ri imenso contigo
... pedi um Mc Bacon ... sem bacon!
... estive montes de tempo a tentar enfiar um cordel numa camisola, e acabei por ter de desistir porque tu querias que te desse atenção a ti.
... Fui para a praia à noite, só pra meter a conversa em dia
... partilhei intimidades contigo
... te chamei "bebe", "amor", "xuxu" entre outras coisas e ... tu a mim!
... comprei uma prenda especial
... ofereci um preservativo de prenda
... bebi café com uma pessoa que não gostava muito
... morri de ciumes
... comi um gelado a meio da noite, só porque precisava de um doce e estava com insónias... (eu sei que não se deve comer doces... eu sei!)
... tive saudades tuas e tinha-te deixado há 5 min
... esperei por ti, horas
... esperei por um telefonema, um sms que nunca chegou.
... te abracei com força
... gritei
... corri para conseguir tirar o meu sobrinho da escola antes das 5h30
...
...
...
...
...

nr 30


Já foste assim... E portavas-te tão bem!
Não fazias grandes birras, sorrias muito.. eras um simpático!
Agora estás a ficar um crescido, já não usas fraldas nem chucha! deixas-te de ser o bebé que eras, deixas-te de querer colinhos e passas-te a não querer largar o chão, as corridas, as brincadeiras, as histórias que tanto te fazem sonhar! "tonta toia ti Nana!" e, às vezes, chegas mesmo a chatear com tanta histórias que queres que te leiam...
Fazes uma grande festa quando te vou buscar à escola, e quando não sou eu que vou.. perguntas por mim! É o hábito!
Fazes frases e eu babo-me a ouvi-las! Derreto-me com o teu "wow" ou até com o teu "pois não/pois é!"
És um cusco e sempre que o telefone toca perguntas "quem é ti nana?!" e ultimamente acrescentas um "é o Pedo?", e eu... BABO!

Tenho um amor imenso por ti.
Um dia, daqui a muitos anos quando souberes ler passas por aqui e vais ler isto, é sincero meu puto!

És o maior amor da vida da Tia!! e mais uma vez vou deixar aqui o poema que nos vai seguir sempre, eu sei que tu já o conheces... a Tia já te contou esta história muitas vezes!

Beijinho Enorme...

PEGADAS NA AREIA
"Uma noite eu tive um sonho...
Sonhei que andava a passear na praia com o "Senhor",
e, no firmamento, passavam cenas da minha vida.
Após cada cena que passava, percebi que ficavam
dois pares de pegadas na areia: um era o meu e o
outro era do "Senhor".
Quando a última cena da minha visa passou diante
de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia,
e notei que muitas vezes, no caminho da minha
vida, havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos momentos
mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso
aborreceu-me deveras e perguntei então ao "Senhor":
- "Senhor", Tu disseste-me que, uma vez que resolvi seguir-Te,
Tu andarias sempre comigo, em todos os caminhos. Contudo,
notei que durante as maiores tribulações, do meu viver, havia
apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque é
que , nas horas em que eu mais necessitava de Ti,
Tu me deixa-te sózinho.
O "Senhor" respondeu-me:
- Meu querido filho, jamais te deixaria nas horas de prova e sofrimento.
Quando viste, na areia, apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi
exactamente aí que peguei em ti ao colo. "

Deste fim de semana

Há muito para recordar e pouco para dizer!
Foi bom, foi sábado de praia, domingo de passeio e noites de loucura!

Na 6ªfeira foi noite de aniversário.
Sábado foi noite de loucura.
Domingo foi noite de medo!

Só te quero agora dizer a ti, xuxu, que estou contigo sempre, estejas tu onde estiveres, como estiveres, com quem estiveres e a fazer o que estiveres a fazer, ou não. Eu vou estar sempre contigo! Não tens de pedir desculpa por nada. Eu estava contigo, os teus problemas foram os meus problemas... E agora vai ser assim por um tempinho! E que bom...! É pra isso que nos temos um ao outro... não é só para os bons momentos!
Abre a pestana... Não confies à toa!

Um beijão enorme*

Di

nr 29

(foto de domingo)

sábado, 11 de julho de 2009

Mesmo sabendo que não gostavas...

You kill Me with you're smile

A noite de ontem

... Soube-me bem! Ir no carro a cantar aos gritos para todo o mundo ouvir! para todo o mundo ver o quanto estamos felizes, juntas minha pipss!!!! AMO-TE CARAÇAS!!!





Entre outras!!!! AOS GRITOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!



Também gostamos muito de ti, Paulinho! E ontem entras-te na nossa cantilena também... estás a deixar de ser tímido é? ;)

nr 28



As caras dizem tudo...
Noite a 4? naaaaa

Noite a 7.

Pipss e Di


FOREVER

L'y

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Era mesmo isto...

Era mesmo isto que eu queria!
Era mesmo isto com que eu sonhava... há anos!
Era mesmo isto que eu achava que me ía fazer feliz!
Era mesmo isto que me fazia seguir em frente!
Era mesmo isto que eu desejava, todos os dias!

Até mesmo quando não estava contigo, era isto que eu queria! Estou muito feliz, e não me canso de o dizer! Quero muito ficar sempre assim contigo!

Quem nos afastou foi a mesma pessoa que nos juntou!

Esta frase fica na memória! Esta frase é tão realista! E foi dita com sentimento.
Festinhas, beijinhos, abracinhos... É para isto que servem os amigos!!!!
Neste momento posso dizer que não me arrependo de nada... e que até estou feliz porque FINALMENTE "o destino quis que nos encontrassemos!"
Tudo acontece quando tem de acontecer, e às vezes até parece que estou a falar de um namorado, ou de um amigo colorido... mas não! É mesmo só uma pessoa "normal"! Um amigo "normal"! Uma pessoa que durante anos mal nos falámos e agora mal nos largamos!

Pode acabar cedo.
Pode ser só "ilusão" da minha parte. - o que não acredito!

Mas pelo menos, agora estou feliz, e foi tudo feito nos timmings certos!!!!



OBRIGADO!

Obrigado pelas sms, pelos miminhos, pelos telefonemas, pelas conversas e pela preocupação e compreensão!

Obrigado a ti, xuxu.


Xuxu


Pensamento do dia - 7

De repente tudo pode mudar!

nr 27

Porque hoje fazes anos...

OS 11 MANDAMENTOS DA MULHER



1. Mulher não mente - omite factos.

2. Mulher não fofoca - troca informações.

3. Mulher não trai - vinga-se.

4. Mulher não fica bêbada - entra em estado de alegria.

5. Mulher nunca aborrece ninguém - apenas é sincera.

6. Mulher não grita - testa as cordas vocais.

7. Mulher nunca chora - lava as pupilas dos olhos com frequência.

8. Mulher nunca olha para um homem com segundas intenções - apenas verifica as suas formas anatómicas.

9. Mulher sempre entende o que homem diz - só pede que explique novamente para testar sua capacidade de raciocínio.

10. Mulher não sente preguiça - descansa a beleza.


(e o melhor...)

11. Mulher nunca engana os homens - pratica o que aprendeu com eles...

10.07.09

Há 22 anos atrás nascias tu, à 00.30, segundo consta!!!
E não é que não foi assim tão mau? (também consta!)

Agora aserio!

Quero-te desejar um dia super Feliz. Um noite ainda melhor! Um jantar junto dos que mais amas, FANTÁSTICO! Muitas prendas e que venha daí uma mota! ;)

És uma pessoa fantástica, mereces isto e muito mais.

Gosto muito de ti!

PARABENS!

Espero que tenhas gostado da minha prenda! ;)

Beijinhos, Peter Pan!!!!!!!

nr 26


Martim

(foto de ontem!)

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Queres uma borracha?!

Às vezes passamos por coisas na vida que são tão bons que nós só desejamos que durem para sempre. Nunca vos aconteceu? Que atire a primeira pedra... Mas também temos de saber "sair" dessas situações da melhor maneira, sempre de cabeça erguida! Por vezes o que para nós é para ser "para sempre" para a pessoa que nos acompanha, lado a lado, nessa caminhada pode ser um "até amanhã", pode ser uma coisa passageira... E nós no fundo também sabemos que um dia acaba! Mas não queremos, nunca, acreditar nisso!
Há pessoas que são tão especiais que nós damos o que temos e o que não temos para as fazer felizes, mentira? E o que é que recebemos em troca? ZERO! Há pessoas que nos desiludem de dia para dia. E mesmo assim nós continuamos a acreditar que é possivel haver uma mudança, mas na realidade... Não é possivel! Uma pessoa constroí-se desde pequena, e não é por vir uma outra com melhor caracter que vai fazer com que mude. Isso é falso, é ridiculo, é mentira!

Há uns meses atrás recebi um sms teu a dizer que já não namorávas com ele.
Muitos jantares se seguiram.
Muitas conversas tristes.
Telefonemas em vão, lágrimas a correrem pela tua cara, sem dó nem piedade... querias que parassem de rolar e elas teimavam em cair! Eu assisti. E mesmo quando não assistia sabia que estavas em casa, desidratada de tanto chorar.
Lutas-te.
Ergues-te a cabeça.
Cortas-te a pulseira que tanto significava, e esse foi o primeiro passo!
Tivemos uma saída a 4, embora programada, nada tinha a ver com os teus requisitos, e eu percebo-te bem!
Passado uns tempos vi-te a dançar como se não houvesse amanhã.
Hoje entrei no teu hi5, Filipa, e vi que tinhas mudado os teus melhores amigos. Fiquei feliz!
Feliz por ti.
Abris-te os teus horizontes e eu, estou tão orgulhosa de ti, meu bem!!!

Quero mais é que sejas muitooooooooooooo FELIZ!!!!
E sei que vou assistir a isso. Eu sei. Eu sinto que está para breve. Eu sinto que mais dia menos dia te vou ver com um sorriso de orelha a orelha! Eu sei...


Amo-te meu amor!

Pensamento do dia - 6

smile while your heart is bleeding

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Ve o que acontece
O que?
O que virá depois
O que?
Esses pombinhos vão se apaixonar
Seremos só nós dois (ah)
A troca de carícias
A magica no ar
Enquanto há romance entre os dois
Desastres vão chegar

(Refrão)
Nesta noite o amor chegou
Chegou para ficar
E tudo está em harmonia e paz
Romance está no ar

São tantas coisas a dizer
Mas como explicar
O que aconteceu
Não vou contar
Senão vai me deixar

O que é que ele esconde
E não quer revelar
Pois dentro dele um rei existe
Mas que não quer demonstrar

(Refrão)

Nessa noite o amor chegou
Neste lugar
Para os dois cansados de esperar
Para se encontrar

Final feliz
Escrito está
Que má situação
Sua liberdade está quase no fim
Domado está o leão



nr 25


A angustia permanece enquanto a cabeça pensa
O coração dói enquanto o corpo avança
Passo a passo, pé ante pé
A vontade de chegar demora
O tempo não anda, parece parado
O pensamento voa longe
Vai até o fim do mundo
Viaja entre as estrelas e passeia pelos cometas
Viro poeta enquanto penso
Sinto o frescor do vento no rosto
E minha vida passa pelas lembranças
E percebo que não adianta
Só o tempo vai poder me dar a resposta
Minha vida, seria diferente se seguisse outro caminho?
Seria eu outra pessoa?
Conseguiria enfrentar tudo e todos?
O relógio continua num tic tac incessante
E nunca chega...demora muito
O aperto consegue chegar até na garganta
Os olhos se fecham por alguns segundos
Uma lágrima cai...mas o relógio continua no tic tac
E eu espero mais uma vez
Só pra ver se é hoje...
Percebo que ainda não é
Mas cuido do pensamento
Que ninguém consegue reprimir
Só meus pensamentos me pertencem
Este ninguém pode controlar
Sou eu, a dona dos meus pensamentos
Sou eu quem pode controlá-los
Somente eu...mais ninguém...
Pelo menos, isto ainda não tiraram de mim...
A LIBERDADE DE PENSAR...


Vamos falar de amor?

Amar é acreditar que podemos envolver-nos para lá de desejos, carências, expectativas. Viver ao lado de alguém sem expectativas, sabendo que a fome que sentimos não é do outro mas do absoluto que, através dele, podemos vislumbrar.

Quanto mais seguro for o chão que pisamos, mais confiança teremos para levantar voo.

Têm de existir outros na nossa vida. Olhos que nos olhem, bocas que nos falem e nos beijem, corpos que nos abracem e confortem. Só que a proximidade não pode ser demasiada. Não pode haver barulho contínuo.

Saber perder não é deixar de fazer o que estiver nas nossas mãos para ganhar. Mas sim aceitar que ganhar ou perder nem sempre está nas nossas mãos.

Crescer não obriga nunca a desistir do espanto.

Uma vida a dois constroi-se gradualmente, por entre alegrias e tristezas, períodos de exaltação ou de monotonia, eventuais crises.
Desde o princípio há que partir para essa construção, mesmo sabendo que a caminhada conjunta possa terminar.


I love You

às vezes soltamos um "amo-te" quando não devemos, quando estamos naqueles momentos mais intimos, ou mesmo só quando achamos que deve ser, mas se calhar não devia ter sido!
Para mim, esta palavra ganhou um grande significado e não deve, de todo, ser dita a qualquer pessoa, à toa!
Deve ser sentida, deve ser pensava!
Deve sair espontâneamente, mas sentida! Seja para um amigo, para uma amiga, para um primo ou para um irmão!

Oiço muita gente, e eu mesma já o fiz, dizer "amo-te" só porque sim, só porque até é uma palavra bonita de se ouvir! Mas e o que é que um "amo-te" significa? O que é que pode dizer?

Acho que o amor se mostra nas atitudes, nas conversas, nos gestos. Não é por usar essa palavra que gosto mais ou menos de alguém. Um "amo-te" tem de ser grande. Ninguém ama de um momento para o outro... assim como ninguém deixa de amar de um momento para o outro!




Tenho Muitas vezes vontade de mostrar o quanto gosto de ti! Tenho vontade de te agradecer de todas as formas tudo o que tens feito por mim, tudo o que me tens ajudado, tudo o que me tens protegido... E se calhar nem dás conta do que fazes... É espontâneo!!! Mas não é amor!

Eu não te amo. Tu não me amas! E isso não vai mudar... Embora eu às vezes quisesse! Embora eu tentasse que sim. Embora eu esteja demasiado empenhada! Embora tudo o que fazemos me saiba bem... desde um café mais banal e um nascer do sol.
Eu quero-te feliz. Eu sei que estás! Tu queres-me feliz... e eu garanto-te que estou! E MUITO!!

Xuxu... Quero-te tanto! Preciso tanto de ti. Ajudas-me tanto e eu já tenho tantas saudades tuas!! Tantas... Tantas...! Já não sei mesmo viver sem ti e isso preocupa-me! Tornaste-te essencial e isso preocupa-me! Preocupa-me porque sei que não é "para sempre"! Preocupa-me mesmo muito porque depois não tenho ninguém para me ajudar, porque sei que se houver alguma coisa não me posso "refugiar" em ti, para suportar a dor de te voltar a perder! Eu não quero isso... quero que isto dure sempre, sempre! quero ser assim feliz para sempre!!!
Mudas-te totalmente, da noite pro dia mesmo... e isso está a agradar-me!!! =)

Xuxu, adormece comigo vá... Gosto tanto de tiiiii!



Xuxu!

nr 24

(foto de ontem!)

Pensamento do dia - 5

"não se pode defender o que não se ama, e não se pode amar o que não se conhece!"

segunda-feira, 6 de julho de 2009

nr 23


Tenho tantas saudades tuas!
Tantas saudades das nossas conversas!
Tantas saudades de chorar a rir!
Tantas saudades de ir pra rua contigo nas aulas!
Tantas saudades dos teus filmes!
Tantas saudades das aulas juntas!
Tantas saudades dos atrofios e gozos!
Tantas saudades dos almoços no Mc!
Tantas saudades dos trabalhos de grupo!

Saudades de tudo meu bem!!

Vai um café?

- Claro! Tem é de ser mesmo muito rápido. Estou cansada.
- Daqui a pouco apanho-te.

Ela inconscientemente vestiu o seu melhor vestido, calçou as melhores sandálias e penteou os longos cabelos. O dia tinha chegado. Ele tinha-a convidado para um café, queria estar com ela, mais uma vez!

(...)

Entrou no carro, cumprimentaram-se primeiro com um olhar e depois com dois beijinhos, como se da ultima vez nada se tivesse passado. São amigos.

- Então e queres ir até onde?
- onde me levares, estou por ti.

(...)

No fim da noite despediram-se com um beijinho na face. Cada um mais desejoso de chegar mais perto dos lábios. Uma festinha e um "até amanhã" soltou-se da boca dele que quebrou o silêncio ensurdecedor que se fazia sentir.
Foram dormir, cada um na sua cama, cada um no seu quarto, cada um em sua casa. Como queriam e desejavam que fosse diferente! Como sonhavam com o dia em que se iriam voltar a ver, voltar a tocar, voltar a falar! Esse dia não tardou. Ela acordou com um "pi-pi... pi-pi" de uma mensagem no seu telemóvel. Não queria acreditar quando viu que era dele...

- Bom dia! Já acordada? também trabalhas cedo hoje... Eu vou chegar atrasado, está imenso trânsito! Beijinhos.
A resposta dela foi imediata

- Também já estou atrasada. Tenho de ir tomar um banho. Isto de deitar tarde à segunda-feira não dá com nada! Beijinho
- Pois é... Ficamos com os sonos trocados... Despacha-te para não te atrasares!
- Já estou a sair do banho - disse - Mas eu prefiro ficar com os sonos todos trocados e chegar atrasada à segunda-feira!
- Sim, eu também não me importo nada de chegar a semana toda atrasado! Beijinhos e bom trabalho.


Ela derreteu-se com as suas doces palavras, embora saiba que tudo pode não passar de uma ilusão!



(histórias de uma vida - continua!)





Em relação a este post, só tenho a dizer que as coisas se podem adequar tanto às situações reais!!! =)

domingo, 5 de julho de 2009

nr 22





Há muito, muito tempo Eras eu uma criança Que brincava num baloiço E ao pião Tinha tranças pretas E caçava borboletas Como quem corria Atrás de uma ilusão Há muito, muito tempo Eras tu outra criança Que eu amava ternamente Sem saber Vínhamos da escola E oferecias-me uma flor Que eu punha no cabelo A sorrir

Vinte anos mais tarde Encontrei-te por acaso Numa rua da cidade Onde moravas Ficámos parados E olhámo-nos sorrindo Como quem se vê A um espelho pela manhã Deste-me o teu telefone Convidaste-me para jantar Adoraste ver a minha Colecção Pelo tempo fora Continuámos unidos E cantámos tantas vezes A canção

Daqui a vinte anos Quando tu já fores velhinho Talvez eu já não exista P´ra te ver Fico á lareira A fazer a minha renda Mas que importa Se recordar é viver Há muito, muito tempo Tu e eu duas crianças Que brincavam num baloiço E ao pião Vínhamos da escola E oferecias-me uma flor Que desponta agora No meu coração


(adaptado da canção de José Cid - Vem viver a vida amor)

.

São tão parecidos!!!

Mas que burra

Esta manhã... ou esta noite, não sei bem, tendo em conta que ainda não tinha dormido mas o ponteiro do relógio marcava 05h30/06h da manhã, mais ou menos... Andei às voltas por cascais para tentar arranjar um sitio para ver o nascer do sol. Até que enfim, por fim, se conseguiu arranjar alguma coisa, já a noite tinha desaparecido, já se tinham ido as estrelas e a lua, já estava claro, mas ainda não se via o sol. Demorou, mas apareceu! A primeira vez que o vi nascer foi contigo, e confesso que foi importante, foi diferente e foi especial. A conversa mantinha-se super animada! As melgas atacavam-nos visto estarmos assim, um bocadinho, no meio do "nada", mas foi divertido!!! Foi diferente e posso dizer que contigo, vi o nascer do sol!!!!! O pôr dá bem pra ver de sitios muito "normais" como a varanda do teu quarto, por exemplo! Foi a primeira vez que o vimos nascer, e vimos juntos! =)


És o melhor amigo do mundo! =)

Só não deu para tomar o pequeno almoço como queriamos, ainda estava tudo fechado e as vizinhas não nos podiam ver chegar juntos, àquela hora!



P.s- Como sou uma gaja muito egoísta NÃO digo onde fui ver o nascer do sol. Quero aquele espaço só pra mim, só pra nós!


Tenham um optimo Domingo que eu vou pra praia!

Bom diaaaaaaa

Olá amigas!!!!
Olá amigos!!!!


Vou dormir.


Vi o melhor nascer do sol do mundo!!!

sábado, 4 de julho de 2009

nr 21




Por mais que a vida nos agarre assim
Nos troque planos sem sequer pedir
Sem perguntar a que é que tem direito
Sem lhe importar o que nos faz sentir

Eu sei que ainda somos imortais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se o meu caminho for para onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu te sei dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer

Por mais que a vida nos agarre assim
Nos dê em troca do que nos roubou
Às vezes fogo e mar, loucura e chão
Ás vezes só a cinza do que sobrou

Eu sei que ainda somos muito mais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se a minha vida for por onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu sei te dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer


Fim de semana...

de treta!!!

Estou mesmo a ver...

Está tão na moda

Miudas novas engravidarem...
^Conheço tantas que andaram comigo no Colégio e outras não! Mas o que é certo é que toda a gente anda de barriga, sem sequer terem idade para sair à noite e quando só tem mesmo idade para saber o que é uma "pilinha" porque foi a matéria da aula de ciencias naturais passada! Estão a ver a ideia!?

Meninas: no centro de saude, na geração C (pra quem é de cascais!), nas bancas da ABRAÇO e em muitos outros locais DÃO/OFERECEM/FORNECEM/PODEM-TIRAR-À-VONTADE ou o que lhe quiserem chamar PRESERVATIVOS e/ou PILULAS!!!!!! APROVEITEM!!!!!!! É GRÁTIS!!



"Acho que deviamos ter um filho pra sermos convidados pras festas de anos dos filhos dos nossos amigos!!!!"


ai ai ai a minha vidaaaaaaaaa!

=)

nr 20



Foto de ontem (3 Julho 09)

Até que enfim...

Conseguimos manter uma conversa. Confesso que adorei!!!

E como podes-te constatar só acabou porque começas-te a falar em disparates!


Fazes parte, ja tinha saudades tuas!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

nr 19

TAMARIZ

EU...

Preciso tanto de ti que tu não imaginas!

Preciso do teu sorriso, dos teus beijinhos, do teu abraço, das tuas palavras de conforto, da tua amizade, dos teus beijinhos, das nossas saidas à noite, dos nossos momentos, dos nossos atrofios, das nossas noites. . . Preciso mesmo de ti!

Não sei mais não te ter!

Tabacaria

Fernando Pessoa

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Janelas do meu quarto,
Do meu quarto de um dos milhões do mundo que ninguém sabe quem é
(E se soubessem quem é, o que saberiam?),
Dais para o mistério de uma rua cruzada constantemente por gente,
Para uma rua inacessível a todos os pensamentos,
Real, impossivelmente real, certa, desconhecidamente certa,
Com o mistério das coisas por baixo das pedras e dos seres,
Com a morte a pôr humidade nas paredes e cabelos brancos nos homens,
Com o Destino a conduzir a carroça de tudo pela estrada de nada.

Estou hoje vencido, como se soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer,
E não tivesse mais irmandade com as coisas
Senão uma despedida, tornando-se esta casa e este lado da rua
A fileira de carruagens de um comboio, e uma partida apitada
De dentro da minha cabeça,
E uma sacudidela dos meus nervos e um ranger de ossos na ida.

Estou hoje perplexo como quem pensou e achou e esqueceu.
Estou hoje dividido entre a lealdade que devo
À Tabacaria do outro lado da rua, como coisa real por fora,
E à sensação de que tudo é sonho, como coisa real por dentro.

Falhei em tudo.
Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.
A aprendizagem que me deram,
Desci dela pela janela das traseiras da casa,
Fui até ao campo com grandes propósitos.
Mas lá encontrei só ervas e árvores,
E quando havia gente era igual à outra.
Saio da janela, sento-me numa cadeira. Em que hei-de pensar?

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso ser tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Génio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho génios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicómios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim...
Em quantas mansardas e não-mansardas do mundo
Não estão nesta hora génios-para-si-mesmos sonhando?
Quantas aspirações altas e nobres e lúcidas -
Sim, verdadeiramente altas e nobres e lúcidas -,
E quem sabe se realizáveis,
Nunca verão a luz do sol real nem acharão ouvidos de gente?
O mundo é para quem nasce para o conquistar
E não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão.
Tenho sonhado mais que o que Napoleão fez.
Tenho apertado ao peito hipotético mais humanidades do que Cristo,
Tenho feito filosofias em segredo que nenhum Kant escreveu.
Mas sou, e talvez serei sempre, o da mansarda,
Ainda que não more nela;
Serei sempre o que não nasceu para isso;
Serei sempre só o que tinha qualidades;
Serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta ao pé de uma parede sem porta
E cantou a cantiga do Infinito numa capoeira,
E ouviu a voz de Deus num poço tapado.
Crer em mim? Não, nem em nada.
Derrame-me a Natureza sobre a cabeça ardente
O seu sol, a sua chuva, o vento que me acha o cabelo,
E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha.
Escravos cardíacos das estrelas,
Conquistámos todo o mundo antes de nos levantar da cama;
Mas acordámos e ele é opaco,
Levantámo-nos e ele é alheio,
Saímos de casa e ele é a terra inteira,
Mais o sistema solar e a Via Láctea e o Indefinido.

(Come chocolates, pequena;
Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.
Come, pequena suja, come!
Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!
Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folhas de estanho,
Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)

Mas ao menos fica da amargura do que nunca serei
A caligrafia rápida destes versos,
Pórtico partido para o Impossível.
Mas ao menos consagro a mim mesmo um desprezo sem lágrimas,
Nobre ao menos no gesto largo com que atiro
A roupa suja que sou, sem rol, para o decurso das coisas,
E fico em casa sem camisa.

(Tu, que consolas, que não existes e por isso consolas,
Ou deusa grega, concebida como estátua que fosse viva,
Ou patrícia romana, impossivelmente nobre e nefasta,
Ou princesa de trovadores, gentilíssima e colorida,
Ou marquesa do século dezoito, decotada e longínqua,
Ou cocote célebre do tempo dos nossos pais,
Ou não sei quê moderno - não concebo bem o quê -,
Tudo isso, seja o que for, que sejas, se pode inspirar que inspire!
Meu coração é um balde despejado.
Como os que invocam espíritos invocam espíritos invoco
A mim mesmo e não encontro nada.
Chego à janela e vejo a rua com uma nitidez absoluta.
Vejo as lojas, vejo os passeios, vejo os carros que passam,
Vejo os entes vivos vestidos que se cruzam,
Vejo os cães que também existem,
E tudo isto me pesa como uma condenação ao degredo,
E tudo isto é estrangeiro, como tudo.)

Vivi, estudei, amei, e até cri,
E hoje não há mendigo que eu não inveje só por não ser eu.
Olho a cada um os andrajos e as chagas e a mentira,
E penso: talvez nunca vivesses nem estudasses nem amasses nem cresses
(Porque é possível fazer a realidade de tudo isso sem fazer nada disso);
Talvez tenhas existido apenas, como um lagarto a quem cortam o rabo
E que é rabo para aquém do lagarto remexidamente.

Fiz de mim o que não soube,
E o que podia fazer de mim não o fiz.
O dominó que vesti era errado.
Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
Quando quis tirar a máscara,
Estava pegada à cara.
Quando a tirei e me vi ao espelho,
Já tinha envelhecido.
Estava bêbado, já não sabia vestir o dominó que não tinha tirado.
Deitei fora a máscara e dormi no vestiário
Como um cão tolerado pela gerência
Por ser inofensivo
E vou escrever esta história para provar que sou sublime.

Essência musical dos meus versos inúteis,
Quem me dera encontrar-te como coisa que eu fizesse,
E não ficasse sempre defronte da Tabacaria de defronte,
Calcando aos pés a consciência de estar existindo,
Como um tapete em que um bêbado tropeça
Ou um capacho que os ciganos roubaram e não valia nada.

Mas o dono da Tabacaria chegou à porta e ficou à porta.
Olhou-o com o desconforto da cabeça mal voltada
E com o desconforto da alma mal-entendendo.
Ele morrerá e eu morrerei.
Ele deixará a tabuleta, e eu deixarei versos.
A certa altura morrerá a tabuleta também, e os versos também.
Depois de certa altura morrerá a rua onde esteve a tabuleta,
E a língua em que foram escritos os versos.
Morrerá depois o planeta girante em que tudo isto se deu.
Em outros satélites de outros sistemas qualquer coisa como gente
Continuará fazendo coisas como versos e vivendo por baixo de coisas como tabuletas,
Sempre uma coisa defronte da outra,
Sempre uma coisa tão inútil como a outra,
Sempre o impossível tão estúpido como o real,
Sempre o mistério do fundo tão certo como o sono de mistério da superfície,
Sempre isto ou sempre outra coisa ou nem uma coisa nem outra.

Mas um homem entrou na Tabacaria (para comprar tabaco?),
E a realidade plausível cai de repente em cima de mim.
Semiergo-me enérgico, convencido, humano,
E vou tencionar escrever estes versos em que digo o contrário.

Acendo um cigarro ao pensar em escrevê-los
E saboreio no cigarro a libertação de todos os pensamentos.
Sigo o fumo como uma rota própria,
E gozo, num momento sensitivo e competente,
A libertação de todas as especulações
E a consciência de que a metafísica é uma consequência de estar mal disposto.

Depois deito-me para trás na cadeira
E continuo fumando.
Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando.

(Se eu casasse com a filha da minha lavadeira
Talvez fosse feliz.)
Visto isto, levanto-me da cadeira. Vou à janela.

O homem saiu da Tabacaria (metendo troco na algibeira das calças?).
Ah, conheço-o: é o Esteves sem metafísica.
(O dono da Tabacaria chegou à porta.)
Como por um instinto divino o Esteves voltou-se e viu-me.
Acenou-me adeus gritei-lhe Adeus ó Esteves!, e o universo
Reconstruiu-se-me sem ideal nem esperança, e o dono da Tabacaria sorriu.